A Fundação da Casa de Mateus organiza, com regularidade exposições de artes plásticas.

1978

Aspectos da Arte em Portugal no século XVIII

Tapeçarias e Litografias Contemporâneas Francesas

1981

Exposição retrospectiva do escultor João Cutileiro (em Maio) e do pintor Nuno Siqueira (em Outubro)

Exposição comemorativa do Iº centenário do nascimento de  Stuart Carvalhais (Setembro/Outubro)

1982

Gravuras de Lars Bo

Nova Escultura em Pedra

O Ballet Gulbenkian na fotografia a cores de João Menéres

1983

Justino Alves

Emília Nadal

1984

Vasco Futcher Pereira

Marta Teles

Facsimiles de Gravuras e desenhos do museu Albertina

1986

Coca

1987

João Cutileiro, Margarida Lagarto e Frederico Georges

1988

Ricardo Cruz Filipe e exposição de livros e objectos pertencentes a Vitorino Nemésio,

1991

Nikias Skapinakis

1992

Manuel Costa Cabral

1995

Exposição de homenagem a Bela Bartok, nos 50 anos da sua morte, de gravuras de 20 pintores húngaros

1996

Exposição de pintura e desenho de Júlio Resende

1999

Luís Pinto Coelho

2000

Júlio Pomar

2003

Graça Morais

Nas artes plásticas procurou-se mostrar em Mateus alguns dos significativos artistas portugueses de pintura e escultura, como João Cutileiro, Nikias Skapinakis, Nuno Siqueira, Justino Alves, Margarida Lagarto, Graça Costa Cabral, Frederico George, Emília Nadal, Stuart Carvalhais, Vasco Futcher Pereira, Martha Teles, Manuel Costa Cabral, Jorge Martins, Júlio Resende, Luís Pinto Coelho, Júlio Pomar, Graça Morais uma colectiva de serigrafia, uma colectiva de escultores, tendo-se ainda organizado exposições de gravura, desenho, fotografia e tapeçaria dos mais diversos artistas e das mais diversas nacionalidades.

2007

O Senhor Presidente da República inaugurou uma exposição de fotografia de Ana Paganini.

2010

O Senhor Presidente da Comissão Europeia inaugurou uma exposição de pintura de Jorge Martins.

2013

Recebemos o artista plástico brasileiro Tuti Minervino para uma residência em que preparou uma exposição “Portugando”.

Também durante este ano de 2013, a Fundação colaborou na preparação da exposição “Da Cartografia do Poder aos Itinerários do Saber”, que estará patente no Museu Afro-Brasil, São Paulo, entre 24 de Janeiro e 25 de Março de 2014.

Para esta exposição, a Fundação cedeu temporariamente várias peças museológicas e arquivísticas pertencentes a D. Luís António de Sousa Botelho Mourão, 4.º Morgado de Mateus, Governador e Capitão General de São Paulo entre 1765 e 1775, destacando-se o seu retrato de corpo inteiro, os mapas das batalhas travadas em 1755 e diversa cartografia de São Paulo. Para a ocasião foi também lançada no Brasil,  pela Lavradores de Feitoria, uma edição especial do vinho com o nome de D. Luis António, cujo rótulo é a reprodução do quadro.

Please follow and like us: