Sé Catedral de Faro | 14 de Dezembro | 21:00

A carregar Eventos

No dia 14 de Dezembro, a Orquestra Barroca de Mateus viaja até à cidade de Faro onde apresenta um Concerto, na Sé Catedral. Esta iniciativa surge numa parceria entre a Fundação da Casa de Mateus e o Consulado Geral do Brasil em Faro, na tradicional época natalícia. As cerimónias do Natal foram de grande importância na teatralidade barroca no universo ibero-americano nos séculos XVII e XVIII, quer seja na música sacra latina das matinas,  responsórios e missas, ou nas celebrações paralitúrgicas como os vilancicos.

 

João José Baldi e André da Silva Gomes tiveram a característica em comum de uma grande educação musical relacionada ao Seminário da Patriarcal, uma instituição criada pelo rei D. João V em 1716 para emular e, de alguma forma, competir com a Capela Papal em Roma, tendo a música como um dos principais elementos. Enquanto jovens compositores decidiram buscar novos horizontes fora da corte de Lisboa, com a formação sólida, o estilo moderno e o gosto que adquiriram na Capela Real e Patriarcal., Silva Gomes foi apontado  aos dezanove anos como mestre de capela em São Paulo, Brasil, no tempo em que era governador D. Luís António, o 4º Morgado de Mateus. Ele levou o estilo moderno da Capela Real de Lisboa e compôs obras ricas e impressionantes, como a sua Missa a 8 vozes e orquestra. Por sua vez, João José Baldi, trabalhou na Sé de Faro entre 1794 e 1800 como organista e compositor antes de voltar à Lisboa e tornar-se um dos mais importantes e conhecidos compositores portugueses de seu tempo.

 

As obras deste programa, portanto, representam a melhor música composta por estes criadores, uns viajantes e outros estabelecidos na corte em Lisboa, mas todos essenciais para a disseminação do moderno estilo de corte desde o norte de Portugal, até ao Brasil e interior da Espanha.

 

 

Programa

 

Origens napolitanas

Domenico Zipoli (1688 – 1726)              Pastorale em Dó maior para órgão

Verso em Fá maior para órgão

 

Corte de Lisboa

Pedro António Avondano (1714 – 1782)            Trio sonata em Dó maior

 

Sé de Faro

Eusébio Tavares Leroy (1746 – 1777)        Magnificat a 4 vozes e órgão

(estreia moderna)

 

António Freitas Silva (séc. XVIII)                  Versos para órgão em ré maior

(estreia moderna)

 

João José Baldi (1770 – 1816)                  Kalenda para a Vigília de Natal para

soprano solo e órgão obbligato

(estreia moderna)

 

São Paulo (Brasil)

André da Silva Gomes (1752 – 1844)      Missa para 4 vozes, violinos e órgão

Kyrie – Gloria

(estreia moderna)

 

De volta às origens – Nápoles

Francesco Durante (1684 – 1755)            Magnificat a 4 vozes, cordas e órgão

 

 

 

Solistas da Orquestra Barroca de Mateus e

Americantiga Ensemble Vocal

Dir. Ricardo Bernardes

 

 

Ana Sofia Ventura – soprano

Catarina Rodrigues – alto

Frederico Projecto – tenor

Tiago Daniel Mota – baixo

 

Tera Shimizu – violino I

Álvaro Pinto – violino II

Ana Raquel Pinheiro – violoncelo

Catarina Rodrigues – órgão