De Nápoles a Lisboa: David Perez e António Leal Moreira

A carregar Eventos

 

“Maestri e discepoli – De Nápoles a Lisboa: David Perez e António Leal Moreira” 

Com direcção musical de Ricardo Bernardes e com a participação da ORQUESTRA BARROCA DE MATEUS, Sara Braga Simões – soprano e Arthur Filemon – contratenor.

 

De Nápoles a Lisboa: David Perez e António Leal Moreira

“Neste concerto salientamos a obra de António Leal Moreira (1758 – 1830), compositor de grande importância na corte de D. Maria I e na criação do Teatro de São Carlos, sendo um dos principais recebedores das influências dos compositores portugueses que foram estudar à Nápoles. Teremos obras do mais importante e influencial mestre no Seminário da Patriarcal, o napolitano David Perez (1711 – 1778). Assim, procuramos demonstrar as origens e o desenvolvimento das Serenatas de Corte de Leal Moreira durante a década de 1780. Este concerto está integrado na temática dos repertórios luso-brasileiros relacionados ao contexto artístico das actividades de ópera em Portugal no séc. XVIII e da “Ópera de São Paulo”, criada em São Paulo, Brasil em 1767 por D. Luís António de Sousa Botelho Mourão, o 4º Morgado de Mateus.”

 

PROGRAMA 

Davide Perez (1711 – 1778)

Concerto para flauta e orquestra em Sol Maior

Allegro

Olavo Barros – traverso

 

António Leal Moreira (1758 – 1830)

Ester, 1786 – Aria de Harbona “Nella sorte più serena”

Sara Braga Simões – soprano

 

Siface e Sofonisba, 1783 – Dueto “Gelido, o Dio”

Sara Braga Simões – soprano

Arthur Filemon – contratenor

 

António Leal Moreira

L’Imenei di Delfo, 1785 – Aria de Febade “So che il tuo nobil core”

Sara Braga Simões – soprano

 

David Perez

Concerto para flauta e orquestra em Sol Maior

Adagio e Allegro

Olavo Barros – traverso

 

António Leal Moreira

Ascanio in Alba, 1785 – Scena VI

 

Aria de Ascanio “Agitato, o Dio”

Arthur Filemon – contratenor

 

Aria de Silvia “Infelici affetti”

Sara Braga Simões – soprano

 

David Perez

Trio em sol menor

 

António Leal Moreira

Gli Eroi Spartani, 1788

 

Aria de Ismene “Ah cangiar non può d’affetto”

Sara Braga Simões – soprano

Olavo Barros – traverso

 

Dueto de Ismene e Eurimaco “Va, m’abbandona”

Sara Braga Simões – soprano

Arthur Filemon – contratenor

 

 

Orquestra  Barroca de Mateus

 

Sara Braga Simões – soprano

Arthur Filemon – contratenor

 

Tera Shimizu – violino I

Elena Vasquez – violino II

Maria Pampano – viola

Fernando Santiago Garcia – violoncelo

Marta Vicente – contrabaixo

Olavo Barros – traverso

Ricardo Bernardes, cravo e direção

 

Entrada para o Concerto: 10 €

 

 

 

 

 

 

 

 

Please follow and like us:
0