CICLO NADIR AFONSO
17 de Setembro | 18h00

A carregar Eventos

A Teoria Estética de Nadir

Para lá da sua profusa obra, o pensamento estético e a atividade como teórico da arte são muma marca de Nadir Afonso. Na sua procura  de uma definição justa do belo, publicou um primeiro ensaio sobre o tema em 1959, em Neuchâtel, na Suíça, intitulado La Sensibilité Plastique. Daí até à última, publicada postumamente em 2014 pela Universidade Lusíada, intitulada A Invenção do Tempo, vão mais de duas dezenas de títulos nos quais nos dá parte da sua busca sobre o que é, ou deve ser, a arte.

A encerrar o Ciclo Nadir Afonso, Carlos Fiolhais, físico com um extenso percurso enquanto divulgador científico, Fátima Lambert, Professora de Estética e Educação na Escola Superior de Educação do Porto, e Laura Afonso, Presidente da Fundação Nadir Afonso, falam-nos do pensamento estético de Nadir, numa perspectiva que se ramifica entre a estética implícita na sua obra, que elucida a natureza e caraterísticas da pintura produzida, a estética filosófica que lhe subjaz e a estética argumentativa que o pintor  expandiu como autor. A conversa conta com a moderação de José Eduardo Reis.

O Ciclo Nadir Afonso toma como objeto de partida a exposição Movimento Perpétuo | Tapeçarias e Serigrafias de Nadir Afonso, que pode ser vista na Fundação da Casa de Mateus entre 30 de Julho e 30 de Setembro de 2022. Neste programa, as duas Fundações juntam as suas vocações territoriais, patrimoniais e de difusão da arte contemporânea para nos dar o prazer de ver  e pensar Nadir Afonso – multiplicado, desde logo, nas magníficas tapeçarias que desenhou para a Fábrica de Tapeçarias de Portalegre e nas mais de três dezenas de serigrafias expostas, mas também na integralidade e profundidade do seu pensamento estético e da sua relação com outras artes, ciências e formas de conhecimento.

CICLO NADIR AFONSO

3 de Setembro: Nadir, Pintor e Arquiteto

10 de Setembro: A Matemática na Obra de Nadir